segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Um tom mais escuro de magia

Autor: V. E. Schwab
Gênero: Fantasia, Ficção
Páginas: 420
Editora:  Record

Kell é um antari, uma raça com afinidade com a magia e que pode viajar entre mundos. Embora seja uma raça quase extinta, Kell por conta disso mora com a realeza e também serve como emissário entre os tronos de todas as Londres.
Sim, existe mais de uma Londres. Cada um dos quatro mundos possui uma versão da cidade embora tudo o mais seja diferente.

Os quatro mundos eram um só, até que a Londres Preta foi corrompida pela magia de tal forma que só restou as outras cidades se separarem e selarem este mundo para que nunca mais fosse aberto.

Então Kell, pode passear apenas por três mundos: Londres cinza que é similar ao nosso mundo e sem magia, a Londres Branca em que a magia e forte e se luta pelo poder disso e a Londres Vermelha, em que a magia e o mundo estão em total harmonia.

Tudo corre bem, até que Kell é "enrolado" na Londres Branca e acaba que para sair desta situação ele vai precisar de ajuda. E ele a encontra na jovem Lila.

Lila é uma protagonista forte, ela é uma jovem ladra da Londres Cinza que não hesita em matar para se defender se for necessário. Embora seja muito pobre, a moça sonha em ser livre e viajar por outros lugares e viver grandes aventuras.

Ela esbarra em Kell, justamente quando tenta roubá-lo e acaba por ser totalmente envolvida pela trama de magias e mundos.

O livro é bem interessante e a autora consegue manter nossa atenção do começo ao fim. A série possui outros livros e o segundo volume já foi publicado pela Record.

Embora tenha uma frase que compare o universo com as histórias de Diana Wynne Jones, não achei que fosse semelhante. A única coisa em comum é que ambas mostram personagens que viajam entre os mundos. No caso dos livros de Diana é uma referência direta ao universos da série Crestomanci. Mas o fato, é que em nada se assemelham. 

Dito isso, é um bom livro para passar o tempo mas, não me empolgou ou marcou de forma surpreendente ou viciante.


Sinopse:

Entre em um universo de aventuras audaciosas, poder eletrizante e Londres múltiplas.
Kell é um dos últimos Viajantes — magos com uma habilidade rara e cobiçada de viajar entre universos paralelos conectados por uma cidade mágica. Existe a Londres Cinza, suja e enfadonha, sem magia alguma e com um rei louco — George III. A Londres Vermelha, onde vida e magia são reverenciadas, e onde Kell foi criado ao lado de Rhy Maresh, o boêmio herdeiro de um império próspero. A Londres Branca: um lugar onde se luta para controlar a magia, e onde a magia reage, drenando a cidade até os ossos. E era uma vez... a Londres Negra. Mas ninguém mais fala sobre ela.
Oficialmente, Kell é o Viajante Vermelho, embaixador do império Maresh, encarregado das correspondências mensais entre a realeza de cada Londres. Extra-oficialmente, Kell é um contrabandista, atendendo pessoas dispostas a pagar por mínimos vislumbres de um mundo que nunca verão. É um hobby desafiador com consequências perigosas que Kell agora conhecerá de perto.
Fugindo para a Londres Cinza, Kell esbarra com Delilah Bard, uma ladra com grandes aspirações. Primeiro ela o assalta, depois o salva de um inimigo mortal e finalmente obriga Kell a levá-la para outro mundo a fim de experimentar uma aventura de verdade.
Magia perigosa está à solta e a traição espreita em cada esquina. Para salvar todos os mundos, Kell e Lila primeiro precisam permanecer vivos.
Postar um comentário