terça-feira, 13 de novembro de 2018

Surpresa do Além

Autor: Charlaine Harris
Gênero: Fantasia, Ficção
Páginas: 256
Editora: Lua de Papel

Harper Connelly  ganha a vida de um jeito bem incomum: Ela é capaz de localizar o paradeiro de cadáveres e identificar a causa da morte. Com esse, hun... dom,  Harper se tornou um tipo de detetive especializada em descobrir o paradeiro de pessoas mortas. E eu nem preciso dizer que neste livro, ela estará bem, bem encrencada.

E é neste cenário levemente absurdo que conhecemos outra protagonista da escritora Charlaine Harris, criadora da série "Morto até o anoitecer", que deu origem à série de tv "True Blood" pela HBO (quem não lembra da Sookie Stackhouse?).

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Quadrinhos da Minha Estante #11

Angela Della Morte

Autor:  Salvador Sanz | Arte: Salvador Sanz
Editora: Zarabatana[Edição Especial]Páginas:  96

Num futuro não tão distante, numa humanidade não tão diferente da nossa,  a morte na verdade é um ser vivo que se alimenta de almas. Quando nossas almas saem de nossos corpos,  temos 35 minutos para voltar. Depois desse tempo, a "morte" nos encontra e devora nossas almas. 

E é neste cenário que se desenrola a história de Angela, uma agente de campo dos Laboratórios Sibelius, especializada em simular sua própria morte, transferindo sua alma para corpos vazios e realizando missões sombrias que vão desde espionagem industrial até assassinatos encomendados. Muitas de suas missões, inclusive, envolvem combater espiões do "Governo Fluo", laboratório concorrente de Sibelius.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Mensageira da Sorte

Autor: Fernanda Nia
Gênero: Fantasia urbana, Aventura, Nacional
Páginas: 424
Editora: Plataforma 21

Mensageira da Sorte foi o livro que fui especialmente no lançamento da Bienal deste ano. Já acompanhava o trabalho da Fernanda Nia nas HQs do Como eu realmente 1 e 2, e logicamente fui prestigiar o lançamento de seu primeiro livro YA pela Plataforma 21, selo da V&R Editora.

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Kalciferum - demônios, bruxas e vagantes



Autor: Andrei Fernandes

Gênero: Fantasia Urbana, Ficção

Páginas: 380
Editora: Penumbra
Série: Volume 1

Imagine bem rapidinho, como quem não quer nada, que tudo o que conhecemos na nossa realidade é só uma camada  de todas as faces que compõe o mundo. Agora imagine que você é um humano normal, vivendo sua vidinha mundana, de boas e que, de repente,  nada é mais como era antes? Deu ruim? Pois é...

Em kalciferum, livro de estréia do Andrei Fernandes (host do podcast Mundo Freak), nós temos demônios, bruxas e fantasmas convergindo suas realidades em nossa dimensão.
E no meio disso tudo, tem Rafael e Cal, uma dupla nada dinâmica tentando acertar ponteiros improváveis. E é sobre eles que a gente vai falar nessa resenha!

terça-feira, 16 de outubro de 2018

5 escritoras nacionais para gostar de ler!

Olaaaar, pessoas! Estava aqui, pensando num post diferente para o blog, e eis quê, decidi fazer uma indicação de 5 escritoras nacionais para gostar de ler.

Para começar, eu já aviso: quando fiz a listinha das minhas escritoras favoritas, deu beeeeem mais que 5. Sério.  Mas escolhi esse número porque eu gosto de 5! E também porque o post ficaria com um tamanho legal e posso dividir o conteúdo, fazendo mais indicações depois, num "escritoras nacionais para gostar de ler parte 02, 03, 04... (esperta sá minina, não?). 

Me dei conta que poderia fazer um post assim, quando analisei que a maior parte dos livros que li esse ano, são de escritorAs. E olha que não fiz isso premeditadamente, nada do tipo "Agora só lerei livros escritos por mulheres, muahahaha!" Só aconteceu, e isso me fez pensar que tem muito material incrível produzido por escritoras nacionais e que talvez, só talvez, eu possa levar um pouquinho delas para quem ainda não conhece, ou está na dúvida se adquire ou não um livro delas.


Apresentação feita, simbora para o post! Pessoas e pessôos, com vocês, 5 escritoras nacionais para gostar de ler (dica: todas as palavras vermelhas são links)!

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Pipoca com Mostarda Apresenta: Extinção!



Boa noite, galerinha pipoqueira/mostardeira!!



Sentiram minha falta? Pois é... dei uma sumida, mas voltei com a corda toda para vocês!! \o/
Estamos em clima de dia das crianças, mas não trouxe nada a ver com isso (talvez um pouco).
Como bem sabem eu gosto de trazer filmes que mexam com nosso psicológico, ideologias, ética e moral. Acredito que um filme que não o faça pensar ou é muito ruim ou você está assistindo errado.

A bola da vez é uma obra disponível na Netflix que rendeu algumas horas da madrugada discutindo o que é certo e errado, uma discórdia deliciosa! Então não pude deixar de trazer para vocês a oportunidade de se colocarem em dúvida. Aviso: Nada nesse filme é o que parece!! =X



Lançado em 27 de julho de 2018 na Netflix, Extinção é um filme de Ficção Científica e Suspense dirigido por Ben Young. Começa com uma pegada muito interpretativa que nos prende aos detalhes até mais bobos para tentar descobrir o que está acontecendo e vai se desenvolvendo por um caminho do qual nos pegamos desejando que não acontecesse. A história se volta inicialmente a Peter (Michael Peña), sua esposa Alice (Lizzy Caplan) e suas duas filhas.

Temos a clara e esperada vida cotidiana no futuro e as dificuldades de um pai ocupado, mas temos um bônus em Peter: o sujeito é atormentado por pesadelos de um apocalipse alienígena do qual tem a sensação de que querem dizer algo de muito importante a ele.



Entre nuances e de maneira bem sutil como um elefante, percebemos (ou o filme nos joga na cara, ainda não decidi) o que realmente tudo aquilo significava. E quando pensei que aquela era a surpresa maior, adivinhem? Exato, mais surpresas. ESTOU TENTANDO NÃO DAR SPOILERS!

Extinção é recheado de reviravoltas e descreve a linha do tempo com muitos flashbacks e insides nos levando até o "prato principal" com muitas tonturas no meio disso tudo. Apesar de bem enigmático e cheio de questões ideológicas, Extinção tem grande dificuldade no aprofundamento das complexadas, representando um poço de informações com um copo d'água, dificultando a imersão que fica por conta do espectador e sua habilidade para isso.

O clima maior é de tensão e desespero, muitas vezes me levando a cataloga-lo como um filme de ação, pelo menos o desespero de uma extinção humana ele trouxe, haha' 



Olhando mais criticamente, a obra traz uma ideia muito maior do que ela pôde suportar em muitas vezes, a sensação é que eu tentava mergulhar em uma bacia de água, tentando imergir em algumas situações apresentadas que não davam muito "pano pra manga". 

No geral eu adorei o filme, proposta excelente, inusitada e com aquela mostarda na pipoca: A dúvida, o "e se..?" que eu adoro!! Com o tempo esperamos que a Netflix traga mais propostas semelhantes com uma qualidade de elenco e desenvolvimento de história um pouco melhor nos de tema de ficção científica. Ainda falta em personalidade e carisma, pois para realmente alcançar a proposta que o filme deseja é necessário um entrosamento e carinho muito bem desenvolvido entre o personagem e o espectador. Quem sabe na próxima obra, queridinha Netflix? 

Espero que tenham gostado e que esta indicação tenha coçado a curiosidade de vocês. Assistam e comentem o que acharam!!



Desejo a vocês uma boa noite e me despeço com dois beijos e um BIG balde de PIPOCA COM MOSTARDA!!

Até mais!! <3

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Dica de leitura: Criaturas do submundo

Autor: Vários autores
Organização: Kamile Girão
Gênero: Dark Fantasy
Páginas: 168
Editora: Wish


Criaturas do Submundo é uma coletânea de 18 contos dark fantasy, um subgênero literário que combina elementos de fantasia com terror e onde, geralmente, o sobrenatural exerce uma força incontrolável sobre os personagens humanos. E a gente encontra tudo isso e mais umas coisinhas nessa antologia!

Feita a apresentação, vamos ao post!