Quadrinhos da minha estante #15

 


Doctor Who - A dimensão Perdida | Livro um

Autor: Adriana MeloCavan Scott e Nick AbadzisGeorge MannLeandro CascoMariano LaclaustraRachael Stott

Editora: Panini 

Gênero: Quadrinhos, Ficção

Páginas: 128



Eu sei que raramente falo de Doctor Who por aqui. Parando para pensar, eu nunca escrevi nada sobre o Doctor... embora tenhamos algumas resenhas aqui no blog (escritas pela Josy). E apesar da raridade com que aparece conteúdo desse gallifreyniano por aqui, tanto a Josy quanto eu, somos muito fãs desse universo. Tanto nas séries de tv, nos livros e agora, com quadrinhos também. E é com muita animação que venho falar do Livro 1 de Doctor Who - A Dimensão Perdida. Uma aventura com os doutores 9 (Christopher Eccleston), 10 (David Tenant), 11 (Matt Smith) e 12 (Peter Capaldi). Dessas quatro, digamos, "encarnações" as minhas favoritas são as 9 e 10, então imagine a minha surpresa ao me deparar com essa belezinha lançanda pela Panini aqui no Brasil em 2019.


Bom, você já deve ter visto pelo título que se trata de quadrinhos. Nessa aventura whoviana, um grande vazio vem se expandido pelo universo em todas as linhas temporais, encontrando com os doctors em diferentes épocas. No livro um, temos a definição do problema e do mistério a ser resolvido, bem como acompanhamos o que estava rolando com os doutores antes do novo perigo. E para salvar o universo, as diferentes versões do Doutor vão precisar unir forças. Mesmo que eles nunca nunca nunca devessem se encontrar...


Ao longo dos capítulos tropeçamos com Jenny, a filha do Doctor, que apareceu brevemente na série em 2008, no episódio "A filha do doctor" e tem um capítulo inteiro só para ela (que eu particularmente adorei).


O livro conta com capas variantes internas lindonas, dividindo os capítulos/histórias. A narrativa está bem dinâmica, mas preciso admitir que foi um pouquinho cansativo ler as teorias "astrofísicas" e "contas quânticas" nos balões. É bem mais fácil ouvir essas coisas na série. Também conhecemos algumas companions novas, como a Cindy e Gabby que viajam com o décimo Doutor e a Alice, que viaja com o décimo primeiro doutor.


Sem dúvida um dos meus arcos favoritos de a Dimensão perdida - Livro um, é o do décimo primeiro Doutor. Ele acaba indo parar numa versão de Gallifrey bem antes de se tornar um planeta de Senhores do Tempo conquistadores. Foi muito bacana ver as Tardis (Time and Relative Dimension(s) in Space) no começo dos tempos e ver que elas não são só naves... elas são um organismo... bom esses foi o conceito que eu acabei pescando.


Para quem não conhece a série e só ouviu falar, vai ficar um pouco confuso com os Doctors e as idas e vindas. Mas para quem tem um conhecimento básico da série e do seu contexto, vai acabar se divertindo bastante com a leitura do quadrinho, inclusive essa história se conclui no livro 2 (que em breve ganhará resenha aqui também). Lá fora os quadrinhos de Doctor Who são lançados pela Titan em fascículos mensais, com linhas editoriais para os diferentes doctors. Então vira e mexe a Panini "junta" esses fascículos e lança livros encadernados por aqui em um único volume. Eu acho o máximo, pois adoro colecionar quadrinhos em capa dura.


Para quem gosta de série, Doctor who - A dimensão perdida | Livro Um é uma leitura bem bacana para matar a saudade daquelas encrencas vividas pelo Senhor do Tempo, além de ser uma ótima pedida para rever a Jenny. 


Vou ficando por aqui e...


Até a próxima, folks!