segunda-feira, 22 de maio de 2017

Ligeiramente escandalosos

Autor: Mary Balogh
Gênero: Romance de época
Páginas 288
Editora Arqueiro

Confesso: eu não leio muitos livros de romance. Muito menos romance de época. Acho que, tirando os clássicos que a gente quase sempre tem que ler para aula de literatura na escola, geralmente eu passo longe desse gênero. No entanto, eu tracei uma meta de leitura para esse ano de 2017: sair da minha zona de conforto, ler coisas que normalmente eu não leria, aumentar meu currículo de leitora.

E cá estou eu com a minha primeira resenha de um livro de romance. E de época.

Em Ligeiramente Escandalosos, somos apresentados logo de cara a Freyja Bedwyn e Joshua Moore, de uma maneira divertida e intrigante. Ambos estão a caminho de uma cidadezinha conhecida por suas águas termais.
Uma vez que eles chegam ao seu destino, uma trama suave e ao mesmo tempo dinâmica vai se desenrolando com muito bom humor, tendo até algumas cenas canastronas.


Tanto Freyja quanto Joshua são considerados dois “rebeldes”, que riem das convenções sociais de uma Inglaterra do Séc. XIX. Ambos fazem parte de famílias nobres mas parecem não dar a mínima para isso (daí o nome do livro). Logo de cara, a dupla se odeia, e a tensão vai crescendo e os sentimentos mudando.

Ao longo do livro, os personagens vão se mostrando mais profundos, e a gente vai desvendando o que se passa no coração de cada um e percebemos que ninguém é exatamente aquilo que pinta por fora.

Freyja tem um temperamento instável e é muito voluntariosa, mas isso é apenas uma couraça que ela desenvolveu para proteger suas fraquezas. Enquanto Joshua aparenta ser um bon vivant inconsequente, esconde de todos um rapaz honrado e de bom coração. Durante a história os motivos de cada um são apresentados, sem a necessidade de se mostrarem perfeitos: afinal, mesmo fictícios, Freyja e Joshua são humanos. Simples assim.

O enredo vai se desenrolando em pelo menos três cenários diferentes, que exigiram o deslocamento dos personagens e consequentemente novas paisagens ao longo de 288 páginas.
Particularmente, eu achei um pouco mirabolante demais as armações da tia má do Joshua (precisamos de uma vilã, não é mesmo?). Mas a intervenção dela acabou fortalecendo o elo entre os protagonistas e rendendo mais algumas cenas divertidas.

Não posso dizer que Ligeiramente Escandalosos se trate de um livro surpreendente, ou que seja o meu livro mais favorito de todos os tempos. Mas com certeza foi uma leitura divertida e bem amarrada, com uma narrativa suave que vai envolvendo e leitor e as páginas passam num piscar.

O grande forte desse livro é o cuidado que a escritora tem com os personagens, com o que eles sentem e a forma como isso é mostrado capítulo após capitulo. Ponto positivo também para os personagens secundários, que foram tão bem cuidados quanto os protagonistas.

Leitura indicada para quem adora romances, livros bem escritos, com personagens bem desenvolvidos e romances de época que fogem um pouco do convencional.
Até a próxima folks!
Postar um comentário