quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Relações de Sangue

Título: Relações de Sangue
Autor: Martha Argel
Páginas: 256
Editora: Giz Editorial

Nesta inusitada trama vampiresca, conhecemos Maria Clara Baumgarten, uma mulher normal que trabalha com traduções de textos em casa e tem um longo namoro porém não tão apaixonado com um rapaz legal. Parece  tudo muito comum, mas Clara é amiga de uma vampira chamada Lucila há alguns anos e ela é a origem da maior parte dos problemas da vida da moça.

A história começa quando Lucila apresenta uma amigo vampiro que está passando por problemas. Daniel, não simplesmente ataca suas vítimas. Ele as seduz com um anúncio no jornal. Isso mesmo que você ouviu. Daniel é um "vampiro de programa".

Seu anúncio diz: Quero Você: “Senti meus lábios em seu pescoço, seu gosto em minha boca, seu sangue quente. Alto e sensual, quero fazer parte da sua vida, e fazer você sonhar o que nunca sonhou.”

As mulheres seduzidas por este anúncio entram em contato e o rapaz as suga e deixa vivas para uma próxima rodada. Tudo ia bem, mas agora algumas de suas clientes estão misteriosamente aparecendo mortas. E todas tem marcas de vampiro no pescoço. 

Alguém não apenas sabe que Daniel é um verdadeiro vampiro como está atacando apenas suas clientes. Clara então começa a investigar o caso durante o dia e seguir pistas para desvendar este mistério.

O livro de Martha Argel é apaixonante na medida certa. Conseguimos facilmente nos identificar com a personagem principal que tem sua vida invadida repentinamente pelos habitantes da noite.  

Os vampiros tem os atributos necessários para seduzir e amedrontar da melhor forma. Os poderes sobrenaturais estão bem delineados, e embora possamos simpatizar nunca esquecemos que eles são perigosos.

Recomendo a todos que gostem de investigação, embora eu não goste da personagem Lucila. Acho a vampiresca para lá de irritante e torço para que Clara perceba isso também. 

No fim do livro tem um bônus do conto em que narra como ambas se conheceram. O conto é muito divertido e achei criativo a forma que mostra como uma vampira mulher pode viver no Brasil hoje em dia. 



Postar um comentário