sexta-feira, 6 de outubro de 2017

A Menina Submersa

 Título: A Menina Submersa
Autor: Caitlin R. Kiernam
Páginas: 320
Editora: DarkSide Books


Quando vemos um livro DarkSide Books a primeira coisa que pensamos é: Que capa linda! O trabalho editorial impecável está presente em duas edições: brochura e capa dura. Esta última com direito a fita para marca páginas e uma linda capa em relevo prateado. 

Qualquer um ficaria feliz em ter um livro como este na estante. Tanto que, nem pensamos na sinopse do livro. Principalmente por que na capa vem uma recomendação de Neil Gaiman. Então compramos e ai esbarramos nos fantasmas da Menina Submersa.

Imp, digita sua história de fantasmas numa velha máquina de escrever. Ela começa por narrar seu dia e suas peculiaridades, muitas vezes dialogando consigo mesma. A narrativa não fica confusa, a autora sabe escrever de forma cativante.

Infelizmente, ao  passar mais da metade do livro e não ver os danados dos fantasmas. Comecei a concluir que: a protagonista estava imaginando tudo e nada era real.

E está é a verdade sobre o livro: Imp é esquizofrênica. 

Então tudo que ela fala de fantasmas, sereia e lobisomens... é tudo criação da mente dela em surto. 
Acho importante avisar por que eu teria aproveitado muito mais o livro se soubesse que era uma personagem em viagem interna.

A autora mergulhou profundamente na mente da personagem e podemos ver no auge de seus delírios a confusão de sua mente e também a jornada para sair disso.

Imp tem uma namorada com a qual ela passa estes momentos, de certa forma ela aparece retratada em seus delírios e embora até tente se afastar, acaba voltando pelo laço das duas. 

Acho um livro interessante para recomendar a quem quer uma leitura que saia do convencional e goste de tramas densas e intrincadas. Mas, se você não curte livros em memórias, escrito em forma de diário e sobre delírios, este não é um livro para você. Por mais lindo que ele seja. 

Postar um comentário