segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Barateando no 1º Encontro de autores da Giz

No ultimo sábado, 19/09, no auditório da Martins Fontes Paulista, aconteceu o 1º encontro de autores da Giz Editorial.
Para quem gosta de saber sobre o processo de produção e criação de seus livros favoritos, esse encontro foi delicioso e saí de lá super contente, com os dedos lambuzados de sonhos!
Era para ser cinco autores, mas o André Diniz, autor de “Duas Luas” não pode comparecer.
O auditório encheu e foi incrível conhecer um pouco da experiência dos autores presentes, assim como saber um pouco mais da trajetória da Giz, uma editora que já acompanho há um bom tempo (para não dizer, desde 2008, né?).

Ouvir as histórias de Giulia Moon, Walter Tierno, Danilo Leonardi e Veridiana Maenaka, foi no mínimo, inspirador. Sério.
Encontros como esse mostram o quão humanos os escritores são, ainda mais quando se mostram dispostos a dividir conosco seus processos criativos, seus erros, frustrações e claro, sucessos. Aí a gente descobre que além de ser fã do livro, viramos fãs também de quem os escreveu.

Fora o bate-papo, fomos apresentados às novidades da Giz: A segunda edição da Torre Acima do Véu de Roberta Spindler, com capa nova e ILUSTRAÇÕES. Fiquei triste de não ter ganhado o exemplar no sorteio, mesmo já tendo a primeira edição. Só uma coisa a dizer sobre isso: hashtagxatiada.

A Nova Edição do Pequeno Príncipe com tradução inédita (e polêmica!) e capa que brilha no escuro! Sério, isso causou comichões em mim e em todo mundo que estava lá. Então você pensa que essa não é só mais uma nova edição desse livro. Essa É A EDIÇÃO do Pequeno Príncipe. E eu saí de lá pensando “preciso desse livro. Pra já! Pra ontem! Que Babado!”
E por último, mas não menos importante, está em fase de produção, pelo selo Gibiz, o quadrinho “Jambocks”, com roteiro de Celso Menezes e ilustrações de Felipe Massafera contando a história dos aviadores brasileiros na II Guerra Mundial. Só isso já seria de ficar de boca aberta. Mas aí você junta o trabalho de pesquisa altamente phoda. Então não temos outra opção, a não ser aguardar o lançamento ou já ir lendo as edições já existentes. Encontrei essa entrevista com o autor e deixo aqui, caso sua curiosidade tenha sido tão instigada quanto a minha.

E pra terminar... 

Uma coisa que tenho percebido nos últimos anos: a personalidade dos leitores está mudando. Já não somos aquelas pessoas tímidas, que engolem o que lhes apresentam e acham que os escritores vivem todos no castelo do Paulo Coelho, se alimentando de sol. Descobrimos que eles são reais, queremos interagir, conhecer, saber o que os motiva a escrever, o que os inspira. A internet é a grande culpada por essa rebelião, não há como negar. E eu acho mágica essa coisa da acessibilidade, do encurtamento de distâncias.

E de repente, a Giz resolveu trazer os leitores para mais perto ainda, criando um encontro fora das bienais, fora das palestras e dos eventos específicos de lançamento. Bingo! Meu joinha para o primeiro encontro e que venham muitos outros!
E você, costuma ir em eventos literários? Conta aí que vou adorar saber!
Até a próxima Folks!
Postar um comentário