sexta-feira, 11 de março de 2016

Séries: The Shannara Chronicles


Estreou este ano pela MTV a adaptação de um dos livros de Terry Brooks: The Shannara Chronicles é inspirado no segundo livro da série As pedras Élficas de Shannara, publicado aqui no Brasil pela editora Saída de Emergência.
Este artigo vai ser voltado para a série de tv que teve sua primeira temporada completa este mês. 

Neste mundo fantástico que habitam elfos, gnomos, trolls, druidas e humanos vive Wil Ohmsford. Ele está órfão após a morte de sua mãe, em seus últimos momentos de vida ela lhe presenteia com um saquinho de pedras azuis. Estas pedras que seriam de seu falecido pai eram segundo ele magicas. Wil não acredita em nada disto, para ele seu pai era apenas um bêbado mas fica com as pedras mesmo assim e parte para cidade na tentativa de ser curandeiro.

Em paralelo a isto somos apresentados a realeza elfa, que no momento está fazendo um desafio para escolher os novos protetores da Ellcrys. A árvore mágica que protege o mundo dos demônios.



Voltando um pouquinho no tempo, houve uma guerra contra os demônios e a única forma de salvar o mundo aprisionar magicamente cada demônio em uma das folhas da Ellcrys. 
Mas algo não vai bem com a árvore, ela começa a definhar e aos poucos vai perder todas as folhas e morrer.
Quando isto acontecer todos os demônios estarão livres novamente!
A única forma de impedir isto, é um escolhido levar a semente da árvore para um local especifico onde ela poderá germinar para então renascer.
Muito bem, até ai temos todos os elementos de fantasia clássica. O que tem de diferente é que conforme vamos vendo a série nos damos conta que não é uma fantasia. É uma distopia!



O universo é forjado num futuro no qual a humanidade foi destruída, vemos isto quando no meio da floresta nos deparamos com carros tomados por plantas e ferrugem. Ou os personagens entram num antigo colégio e encontram gramofones ou projetores. 
E aí que nós damos conta: Se este mundo é a Terra o que houve com ele? Como surgiram Trolls, Gnomos, Elfos e a magia?
Um spoiler sutil disto está na própria abertura da série. Na animação vemos o mundo e depois o que seria o sangue penetrando na terra e formando cada uma das raças. 
Até o fim da primeira temporada, o que aconteceu com o mundo para se tornar o universo de Shannara não foi contato. 
A primeira temporada é centrada na trama de recuperação da Ellcrys, e como toda jornada épica tem reviravoltas, monstros e perigos em todo o caminho.

Agora vamos conhecer os personagens principais:


Eretria, Wil e Amberle


Wil (Austin Butler): Meio Elfo e portador das pedras élficas, queria ser curandeiro até ser arrebatado para a jornada de resgate da árvore. Ele descobre como ativar a magia das pedras, mas isto não é algo central. Na verdade é secundário, Wil poderia ser o protagonista mas foi ofuscado pelas garotas nesta temporada.

Amberle (Poppy Drayton): Princesa Elfa, luta muito bem e vence o desafio para ser protetora da Ellcrys. A ela é pedido que leve a semente até o local de sua renovação. Um pouco mimada, quer resolver tudo sozinha e demora a admitir que precisa de ajuda na sua jornada. Aos poucos se interessa por Wil.

Eretria (Ivana Barquero): Humana da tribo nômade. Luta e rouba quase todos no caminho sendo muito talentosa nisto. Sua primeira aparição é justamente seduzindo Wil para roubar seus pertences. Por causa disto, nenhum dos companheiros confiam nela, porém são "obrigados" a leva-la na jornada sob livre e espontânea pressão pois ela também estava na profecia de salvar a árvore. 

Este trio nada convencional parte e lógico: estabelece um triângulo amoroso. Embora o romance fique em ponto secundário na trama já que a prioridade de todos é salvar o mundo.
A série está muito bem feita e produzida, vale a pena ver a temporada e conferir a jornada magica e distópica do trio de protagonistas. 
A temporada terminou deixando algumas questões em aberto, o que pode sugerir uma sequência embora até o momento isto não tenha sido confirmado pela emissora.



Postar um comentário