quarta-feira, 22 de junho de 2016

O Livro das Estrelas - Qadehar, o Feiticeiro

Autor: Erik L'Homme
Gênero: Fantasia, Aventura e Magia
Páginas: 264
Editora: Rocco Jovens Leitores

Guillemot é um jovem adolescente vivendo no País de Ys. Uma pequena ilha longe do continente, sua ambição pessoal é se formar e entrar para o grupo de Cavaleiros que protegem o lugar em suas armaduras azuis. Mas, tudo muda quando o garoto levita em uma festa! Agora um homem misterioso surge e quer lhe ensinar feitiçaria!



Esta é a premissa do primeiro volume de O Livro das Estrelas do francês Erik L'Homme, a obra é uma trilogia já finalizada e conta a saga de Guillemot de Troil e seus amigos.

Qadehar é um dos feiticeiros mais experientes e conhecidos no país, ele é famoso por ter ajudado os cavaleiros nas batalhas contra as criaturas do Mundo Incerto, no qual se pode entrar através de duas imensas portas de pedra isoladas e protegidas pelos cavaleiros constantemente.

Qadehar ao ver o jovem rapaz levitando não pensa duas vezes em torna-lo seu aluno. Embora o próprio Guillemot não goste da ideia. Afinal feiticeiros não podem se tornar Cavaleiros.

Ao conhecer a magia dos Grafemas (runas mágicas) que despertam os poderes e a aprender sobre a natureza em seu treino diário, rapidamente ele se convence que não há outro caminho que o faria mais feliz.

Mas o mal está a espreita! Enquanto está passeando pela praia, um de seus amigos é raptado por uma criatura do Mundo Incerto.

O perigo está por toda parte e cabe então a Guillemot e seus amigos tomarem a iniciativa de resgate no mundo desconhecido e cheio de perigos impensáveis.

O livro é ótimo para todas as idades, cheio de aventura e lições de amizade típicas do gênero. Ele prende a atenção do inicio ao fim dos três volumes da trilogia.

Qadehar, o Feiticeiro possui começo e fim, porém o volume 2 Senhor Sha é ligado ao volume 3 O Rosto de Treva e é indicado ler na sequência.

Como o livro já foi lançado a algum tempo você pode facilmente encontra-lo a preços acessíveis em livrarias ou sebos.
Um a ótima leitura se aventurando com Guillemot!
Postar um comentário