domingo, 2 de outubro de 2016

Clube da Luta

Autor: Chuck Palahniuk
Gênero: Ficção, Ação, Suspense.
Páginas: 272
Editora: Leya
Livro que deu origem ao filme homônimo, Clube da Luta é uma viagem em primeira pessoa pela mente do protagonista e suas reflexões sobre a sociedade. Falando assim, parece uma sinopse extremamente chata. Mas, a última coisa que você sente quando lê ou vê esta obra é que ela seja parada.
Conheci o Clube da Luta pelo filme protagonizado por Edward Norton e Brad Pitt quando era adolescente, na época pensei que fosse o melhor filme que já tinha visto. Agora quase 20 anos depois ao ler o livro, tenho certeza de que é mesmo. 

Não existem muitas diferenças na trama adaptada, portanto se você ver o filme e descobrir o final. Deve pensar: qual a graça de ler o livro? 

Este foi um dos motivos que me fez relutar em ler a obra, eu lembrava exatamente e tinha receio que o livro pudesse decepcionar em um daqueles pequenos casos que o filme é melhor que o livro.

Mas a adaptação é extremamente fiel, todos os detalhes estão lá. Você facilmente consegue ver o protagonista e sua saga sem problemas. 

Li algumas resenhas que falavam que o livro era confuso, não é. Chuck coloca o leitor dentro da cabeça do narrador. Você vê tudo sobre o ponto de vista dele, do que ele sabe e não sabe. E falo narrador, porque o protagonista não tem nome. E isto não interfere em nada. Afinal, quem importa na trama para o protagonista são Tyler Durden e Marla Singer.
O livro é aquela obra que te faz questionar como as coisas são na sua vida e na sociedade. Jogando na sua cara aquilo que não quer ouvir sobre as coisas supérfulas da vida e que normalmente são ignoradas.

Sim, você viu o filme e já sabe o final. Sim, você também deve ler o livro.
Não tem nada mais emocionante do que estar na cabeça do protagonista quando você já sabe seu segredo. 

O final do livro é diferente do filme, a cena  final complementa e encerra de maneira emblemática e deixando no ar o destino do protagonista.

No entanto este destino pode ser desvendado, pois acaba de ser publicada a continuação de Clube da Luta 2 em HQ pela editora Leya

Na trama nosso protagonista vive em um apartamento modelo e trabalha em uma empresa de seguros, por estar com insônia ele procura um médico. Ao invês de ajudar o médico diz: Se quer ver gente sofrendo de verdade, vai nas reuniões do grupo de apoio ao câncer.
Ele vai. Lá ele desabafa e como uma balsamo consegue dormir. Passa a frequentar as reuniões até o dia em que encontra Marla. 
Sua presença o perturba nas reuniões a tal ponto que a insônia volta. Um dia em sua viagem, ele encontra Tyler e a partir dai toda sua vida muda de um jeito irreversível.

Para encerrar, deixo aqui as regras do clube. Afinal não é uma resenha do Clube da Luta se você não as cita.;)

A primeira regra do Clube da Luta é: você não fala sobre o Clube da Luta. 
A segunda regra do Clube da Luta é: você não fala sobre o Clube da Luta. 
Terceira regra do Clube da Luta: se alguém gritar "Pára!", fraquejar, sinalizar, a luta está terminada. 
Quarta regra: apenas dois caras numa luta. 
Quinta regra: uma luta de cada vez, pessoal. 
Sexta regra: sem camisas, sem sapatos. 
Sétima regra: as lutas duram o tempo que for necessário. 
E a oitava e última regra: se esta for a sua primeira noite no Clube da Luta, você tem de lutar.


Postar um comentário