segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Um milhão de finais felizes

Autor: Vitor Martins
Gênero: Ficção, Young Adult, LGBT
Páginas: 351
Editora: Globo Alt

Foi uma surpresa descobrir o universo de Um milhão de finais felizes, ele veio como livro do mês de agosto do Turista Literário
Ele é um livro que eu normalmente não pegaria na prateleira da livraria, porque não tem nada fantástico ou aventuresco. Mas, quando peguei ele ao abrir a caixa, não consegui parar de ler e acabei em tempo recorde.
Jonas tem vinte anos trabalha em uma cafeteria em São Paulo, ele tem uma família tradicional em que o pai é mais autoritário e a mãe é religiosa. Isso faz com que ele omita o fato de ser gay em casa. Seus amigos são alegres e divertidos e o apoiam em tudo, e tem um papel vital na trama. Alias, todos os personagens são muito bem desenvolvidos e aproveitados durante o livro.

Embora não saiba ainda se quer ou não fazer uma faculdade, Jonas sonha em ser escritor e mantém um caderninho em seu bolso que anota cada ideia que ele tem para um livro.

Uma tarde, entra na cafeteria um ruivo barbudo por quem ele fica imediatamente impressionado, então ele pensa que ele parecia um pirata. E esse vira o plot de seu primeiro conto: Piratas Gays.

Enquanto escreve seu primeiro livro, com receio de mandar para outras pessoas lerem. Ele vive os conflitos do dia a dia: dificuldades em marcar com os amigos para sair, ir a festas estranhas, receber sermão pelo horário que chega em casa e pagar as contas...

Capa ilustrada por Helder Oliveira e Gabriel Gonzales
Jonas é um personagem maravilhoso, não tem como não nos identificarmos com ele. E os cenários em São Paulo, podem ser reconhecidos por quem anda pela cidade, já que a cafeteria que ele trabalha fica na Avenida Paulista. 

Vitor Martins ganhou muitos pontos comigo como autor, tanto que até comprei outro livro dele Quinze Dias quando fui a Bienal do Livro SP. Infelizmente não consegui pegar o autografo dele dessa vez. Mas, já estou animada para quando começar a nova leitura.

Agora é a parte que eu digo após o suspense que é lógico que o Jonas reencontra o ruivo misterioso. E se vocês quiserem saber o que acontecem, leiam Um milhão de finais felizes que é ótimo!
O Autor: Vitor Martins é apaixonado por livros, filmes, séries e pizza. Ele mora em São Paulo com seu namorado e dois gatos insubordinados. VM é designer gráfico, ilustrador, e autor também de Quinze Dias.  

Vitor também criou uma Playlist para quem quiser ouvir as músicas enquanto lê o livro:

Postar um comentário