quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Pipoca com Mostarda Apresenta: Extinção!



Boa noite, galerinha pipoqueira/mostardeira!!



Sentiram minha falta? Pois é... dei uma sumida, mas voltei com a corda toda para vocês!! \o/
Estamos em clima de dia das crianças, mas não trouxe nada a ver com isso (talvez um pouco).
Como bem sabem eu gosto de trazer filmes que mexam com nosso psicológico, ideologias, ética e moral. Acredito que um filme que não o faça pensar ou é muito ruim ou você está assistindo errado.

A bola da vez é uma obra disponível na Netflix que rendeu algumas horas da madrugada discutindo o que é certo e errado, uma discórdia deliciosa! Então não pude deixar de trazer para vocês a oportunidade de se colocarem em dúvida. Aviso: Nada nesse filme é o que parece!! =X



Lançado em 27 de julho de 2018 na Netflix, Extinção é um filme de Ficção Científica e Suspense dirigido por Ben Young. Começa com uma pegada muito interpretativa que nos prende aos detalhes até mais bobos para tentar descobrir o que está acontecendo e vai se desenvolvendo por um caminho do qual nos pegamos desejando que não acontecesse. A história se volta inicialmente a Peter (Michael Peña), sua esposa Alice (Lizzy Caplan) e suas duas filhas.

Temos a clara e esperada vida cotidiana no futuro e as dificuldades de um pai ocupado, mas temos um bônus em Peter: o sujeito é atormentado por pesadelos de um apocalipse alienígena do qual tem a sensação de que querem dizer algo de muito importante a ele.



Entre nuances e de maneira bem sutil como um elefante, percebemos (ou o filme nos joga na cara, ainda não decidi) o que realmente tudo aquilo significava. E quando pensei que aquela era a surpresa maior, adivinhem? Exato, mais surpresas. ESTOU TENTANDO NÃO DAR SPOILERS!

Extinção é recheado de reviravoltas e descreve a linha do tempo com muitos flashbacks e insides nos levando até o "prato principal" com muitas tonturas no meio disso tudo. Apesar de bem enigmático e cheio de questões ideológicas, Extinção tem grande dificuldade no aprofundamento das complexadas, representando um poço de informações com um copo d'água, dificultando a imersão que fica por conta do espectador e sua habilidade para isso.

O clima maior é de tensão e desespero, muitas vezes me levando a cataloga-lo como um filme de ação, pelo menos o desespero de uma extinção humana ele trouxe, haha' 



Olhando mais criticamente, a obra traz uma ideia muito maior do que ela pôde suportar em muitas vezes, a sensação é que eu tentava mergulhar em uma bacia de água, tentando imergir em algumas situações apresentadas que não davam muito "pano pra manga". 

No geral eu adorei o filme, proposta excelente, inusitada e com aquela mostarda na pipoca: A dúvida, o "e se..?" que eu adoro!! Com o tempo esperamos que a Netflix traga mais propostas semelhantes com uma qualidade de elenco e desenvolvimento de história um pouco melhor nos de tema de ficção científica. Ainda falta em personalidade e carisma, pois para realmente alcançar a proposta que o filme deseja é necessário um entrosamento e carinho muito bem desenvolvido entre o personagem e o espectador. Quem sabe na próxima obra, queridinha Netflix? 

Espero que tenham gostado e que esta indicação tenha coçado a curiosidade de vocês. Assistam e comentem o que acharam!!



Desejo a vocês uma boa noite e me despeço com dois beijos e um BIG balde de PIPOCA COM MOSTARDA!!

Até mais!! <3
Postar um comentário