segunda-feira, 29 de junho de 2020

Correio nada Elegante

Autor: Marina Oliveira
Editora: Agência página 7
Gênero: YA / Ficção
E-book


Hoje viemos com uma dica de leitura super fofa e divertida (e temática, já que se passa em meio as festividades juninas): o conto Correio nada elegante, de Marina Oliveira, disponível em e-book na Amazon.

Josy e eu lemos juntas e por isso resolvemos escrever essa dica em dose dupla, com as nossas impressões. Mas, primeiro, vamos a apresentação da história:

Helen Rie é uma garota de dezessete anos, estudante do ensino médio. Ela tem uma irmã gêmea (Helena Mayumi) e duas amigas inseparáveis. Chega o fim de semestre, as festas juninas estão logo aí, as férias também e... além de ter sido reprovada em duas matérias, Helen foi pega matando aula. Isso foi o suficiente para que ela fosse castigada ficando de fora da viagem que a família tinha programado.  A garota é enviada para ficar na casa dos tios, para receber aula de reforço do seu primo Gustavo e ser voluntária na quermesse da paróquia que a avó era devota.

E é durante o voluntariado dessa festa, que Rie passa a receber durante 6 noites, bilhetes de correio elegante, cada um mais romântico que o outro. E então ela embarca na missão de descobrir quem é o seu admirador secreto, junto de suas amigas e com o apoio de sua irmã que está viajando.

Rie é uma personagem divertida, corajosa e inteligente e é ela mesma que narra o conto.

Considerações da Dany

Foi muito divertido acompanhar as peripécias da Rie, e foi muito fácil rir do seu temperamento dramático. A leitura flui tranquilamente e quando a gente menos percebe, pluft! Acabou. Tiveram vários elementos na história que me cativaram, entre eles, a apresentação de personagens com deficiência e personagens com descendência japonesa, fora o cenário ser bem fora do comum pra mim: o conto se passa na cidade de Brasília.

A escrita de Marina é delicada sem ser piegas, e ela apresenta no conto várias nuances com as quais vamos nos identificando com os personagens (como a Rie adorar ler mangás, e ser uma comilona quando assunto são quitutes de festas juninas, por exemplo).

Nem preciso dizer que adorei, né? Conto super indicado para quem curte leituras leves, divertidas, e por que não dizer, românticas.

Considerações da Josy

Não se vê muitas obras com temática junina por ai, então achei super bacana ver o universo da quermesse ilustrado na história. Rie é bem carismática e nos faz ficar intrigadas com as várias possibilidades de quem é o seu admirador.

Esse é um universo que costumamos ver no nosso dia quando vamos a escola, ir na quermesse com as brincadeiras e comidas típicas e isso foi muito bem passado, dá para gente sentir a atmosfera e nos envolver e até se emocionar ao ver a arrecadação de alimentos na festa.

Gostei bastante do livro, é uma leitura leve e divertida e você rapidamente coloca ela em dia. Muito bom para quem quer desestressar e sair da mesmice de uma rotina literária já existente.