Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2020

Anne de cabelos ruivos

Imagem
  Autor: Lucy Maud Montgomery Editora: Ciranda Cultural Gênero: ficção de época, romance Páginas: 320 Anne de cabelos ruivos, conta a história de Anne, uma garotinha de onze anos, que é adotada por um casal de irmãos solteirões de meia idade, Marilla e Matthew Cuthbert. De início, ela foi adotada por engano, pois os irmãos queriam um menino para ajudar com a fazenda, mas logo se apegaram à menina ruiva e faladeira e acabaram ficando com ela. Eu costumo dizer que ler romances de época é fazer uma viagem no tempo, conhecer costumes e modas, ver como as pessoas pensavam. E falo disso quando me refiro aos clássicos de época. Anne de cabelos ruivos, cujo título original é Anne de Green Gables, é um desses clássicos, que levam a gente para um passeio em um passado não tão distante no Canadá, um país que eu não não vejo com frequência no cenário das histórias de época.

As coisas que você só vê quando desacelera

Imagem
  Autor: Haemin Sunim Editora: Sextante Gênero: meditação, espiritualidade Páginas: 258 Hoje venho com uma dica de leitura rara aqui pelas terras baratais: Um livro de reflexões escrito por um monge coreano Zen-Budista e ex-professor de uma pequena faculdade de artes liberais em Massachusets. Eu sempre bati na tecla de que ler é o maior barato e acabo lendo de tudo um pouco: sobre saúde, ciência e por que não… sobre espiritualidade também?  É até engraçado dizer que li esse livro no último um ano. É engraçado se a gente parar para pensar que o título fala sobre desacelerar e que eu levei um ano para terminar de ler. É que esse é daqueles livros que a gente deixa na mesinha de cabeceira e lê um pouquinho por dia, ou lê quando dá na telha. É incrível como, não importa que página você abra, vai acabar encontrando uma mensagem motivadora ou um conselho simples, que na correria das nossas rotinas acabamos ignorando.