segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Dicas de Leitura - Novembro de 2014



Dica de leitura da Semana: Um gato de rua chamado Bob.

Para quem gosta de gatos este livro é um ótimo pedido ou presente para o natal. Ele conta a história de James, um músico de rua que está em fase de reabilitação das drogas, por conta de seu passado ele não consegue um emprego e por isto toca músicas nas ruas de Londres. Um dia, ele chega em seu prédio e vê um par de olhos verdes olhando para ele no corredor, quando se aproxima vê um lindo gato laranja. No inicio relutante, James pensa que o gato será procurado pelo dono ou está perdido e em breve retornará as ruas. Mas o gato, que então é batizado de Bob deixa bem claro que não só não vai a parte alguma como ficará ao seu lado até nos piores momentos.
Um história comovente e real sem ser deprimente, o livro tem uma linguagem muito agradável e você nem vê o tempo passar ao ler. E ainda vai se apaixonar por este gatinho.

Sinopse:É uma tarde de outono em Covent Garden, Londres. Trabalhadores correm para o almoço, turistas brotam de todos os lados e clientes entram e saem das lojas.

No meio de tudo isso está um gato. Usando um vistoso lenço Union Jack em volta do pescoço e cercado por uma multidão de 30 espectadores de boca aberta, Bob, o gatinho cor de laranja, sorri — é, sorri — timidamente.
Próximo a ele, está seu dono James Bowen, com seu violão surrado, cantando músicas do Oasis. Então, ele para de tocar e se abaixa para Bob: “;Vamos, Bob, cumprimente!”;, diz. Bob mexe os bigodes, levanta uma pata e a estende para James. A multidão assobia. 
Não é todo dia que se vê um gato sentado, calmamente, no centro de Londres, aparentemente sem se abalar com o barulho das sirenes, os carros passando e todo aquele movimento — mas Bob não é um gato comum...    



Dica de Leitura: Doctor Who - Shada

O livro segue o mesmo esquema da série relatando uma aventura do Doutor interpretado por Tom Baker. Eu poderia vir aqui e dizer o quanto a série de TV é ótima e que todos vocês DEVEM assistir, porque é simplesmente genial a simplicidade/complexidade do roteiro.
Para quem não conhece Doctor Who é uma série da BBC, que conta a história de um Doutor que viaja pelo tempo e espaço e está no ar a cerca de 50 anos. (Sim! 50 Anos!) Ano passado teve a comemoração do aniversário e este ano teve uma nova temporada na TV, com um novo doutor interpretado por Peter Capaldi (o cardeal da Série "The Musketeers", também da BBC). Alguns livros da série foram publicados por aqui em ebooks pela Rocco.
Este "Shada" é um roteiro que nunca foi ao ar escrito por Douglas Adams, o mesmo escritor do "Guia do Mochileiro das Galáxias".
Então agora um trecho do livro para vocês:

Pg. 203
...
Chris diz:
-É tão difícil acreditar que viajamos por centenas de anos-luz.
- Por que?- perguntou o Doutor.
-Sempre aprendi que não era possível viajar mais rápido que a velocidade da luz.
-Segundo quem?
-Segundo Einstein.
- O quê? - O Doutor parou e passou um braço ao redor dos ombros de Chris- Você entende de Einstein?
Chris não estava muito certo de para onde aquilo estava indo.
-Entendo.
- O quê? - espantou-se o Doutor - E de teoria quântica?
-Entendo - respondeu Chris. Ele se deleitou diante do espanto do Doutor.
- O quê? - espantou-se o Doutor - E de Planck?
-Sim.
- O quê? - espantou-se o Doutor - E de Newton?
-Sim!
- O quê? - espantou-se o Doutor - E de Schoenberg?
Chris fez uma pausa. Era uma pegadinha? Ele se lembrava de ler sobre a crise da tonalidade. Achava que tinha uma ideia geral da coisa, então respondeu, orgulhoso:
-Sim, claro.
O Doutor assobiou, aparentemente impressionado. Por fim, disse:
- Você tem muito o que desaprender, Bristol.
....




Dica de Leitura da Semana: A Decisão de Juliet.
Li este livro há muitos anos em ebook e me surpreendi com o enredo. Eu tenho um pouco de receio destes livros que parecem romances água com açúcar. Mas a surpresa é que não tem nada de água com açúcar na história de Juliet. Talvez ela tenha até dificuldade pra fazer água com açúcar. Digo isto porque nesta trama bem humorada, Juliet é uma atriz que se vê obrigada a trabalhar como governanta de uma família por conta de problemas financeiros, mas só tem um problema: ela não sabe fazer nenhuma tarefa doméstica. Lavar, cozinhar e cuidar de crianças definitivamente não é sua praia, mas se ela pode atuar ela também pode fazer isto. E assim, que Juliet entra nesta casa passando por muitas confusões e também por um romance, claro.
Candace Camp conduz a trama de forma leve, divertida e você lê rapidamente sem ver o tempo passar.

Sinopse:Juliet, uma jovem atriz, vê-se obrigada a mudar de vida quando sua companhia, um grupo de teatro itinerante, dissolve-se num povoado de Nebraska. Sem dinheiro nem perspectivas de trabalho, não tem outro remédio senão ficar ali e aceita ocupar-se de trabalhos domésticos na granja de Amos Morgan, que vive com seu filho adolescente e sua irmã solteira, doente de câncer.Face às dificuldades iniciais, Juliet acaba por acostumar-se às asperezas da vida rural. Pouco a pouco, converte-se num membro a mais da família, substituindo à mãe ausente, de cujo enigmático desaparecimento ninguém quer falar. Por fim, ocorre o inevitável: Juliet e Amos se apaixonam. Mas o passado retorna de repente e põe em perigo seu amor... 
Postar um comentário