sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Super Poderes de um Leitor

Saudações, caros Leitores!


Ah, mas que palavra mais sublime: “Leitores”! Não acham? Palavra tão poderosa, designativa e abrangente, e além de tudo agrupa pessoas incríveis que fazem de um mero de bloco de papel, uma lição de vida, um conselho, um gesto caridoso e recheado de compaixão com o próximo e a si mesmo. 
Leitores são capazes de tornar toda e qualquer obra em uma ferramenta de autoconhecimento, são fortes o suficiente para reprogramar padrões de pensamentos após uma frase ou parágrafo. Sou capaz de considerar essas pessoas como super humanas! E como todo “super”, possui seus poderes. Mas... Quais seriam eles?


Identifique abaixo os super poderes que talvez, você Leitor, não tenha notado ainda. Há muitos outros, esse é apenas uma perspectiva humilde de uma admiradora dessa arte, que é ler mais do que o escrito, ir além da história contada, ver além da personagem. Enxergar as entrelinhas como pontos cruciais e temperar quaisquer passagens, tornando-as pontes únicas para o mundo fantástico. Um mundo onde somente aqueles que se entregam totalmente ás mãos do autor(a), podem chegar.


Bem...sem mais delongas, vamos á lista de super poderes?! :D

Intangibilidade

Sim, à partir do momento em que você se senta em um ônibus, metrô, fundo da sala da faculdade ou seja lá onde esteja, se está lendo um livro com afinco, muito dificilmente alguém vai te incomodar caso não seja um assunto inadiável. Alguns possuem esse super poder muito forte e ninguém ousa ao menos tocá-lo em seu glorioso momento. Eu mesmo notei que algumas pessoas ensaiam alguns minutos antes de criar coragem e chamá-lo, e ainda sim o individuo assume uma postura de defesa, caso venha a receber algum tipo de agressão do Leitor (Haha’).
É como se houvesse uma força invisível que emana de nós que grita “PERIGO, NÃO INCOMODE!”.  Alguém além de mim já deve ter reparado nisso! Ou não...?


Metamorfose

Você pode até não reparar, mas o Leitor se transforma. Seja isso aparente ou não, externo ou interno, em noventa por cento das vezes algo significante muda nele. Pode ser uma nova perspectiva, uma nova expressão, talvez uma nova mania ou paranóia, mas ele é alguém novo a cada leitura.
O Leitor absorve suas experiências literárias em uma velocidade incrível e de tal maneira que sempre algo lhe acrescenta, mesmo quando se depara com um “livro ruim” consegue tirar dele, no mínimo, mais sobre o que ele não gosta e já parte a procura de um novo tipo de gênero, alterando sua perspectiva novamente.
 Esse é um super poder incrível, não concordam? Imaginem-se com um problema qualquer (ou um dos grandes), e se tiverem o conhecimento certo, basta encontrar o livro certo e você já terá tudo o que precisa para enfrentá-lo sem grandes dificuldades, apenas se moldando para tal feito. Não é incrível?


Dar vida aos objetos

            Isso mesmo! Há Leitores que dão vida a objetos cujo significado encontraram em um livro.
E  além de dar vida a eles, passa a enxergá-los em todos os cantos onde podem interpretar algo, como desenho de azulejo, pinturas descascadas e até nas nuvens! Há aqueles que colecionam miniaturas desses símbolos e eles se tornam ícones nessa comunidade de leitores, viram anéis, colares, capas de caderno e muito mais! Para eu mesma, depois de ler “O Guia dos Mochileiros das Galáxias”, toalhas nunca mais foram toalhas.


Teletransporte

Quando bem conectados aos seus livros, podem viajar no espaço e até no tempo para quaisquer lugares do qual estejam lendo. Voam para outras dimensões, para o futuro, para a época medieval, para a França, Nova Iorque, Japão ou África. Não há barreiras para os Leitores quando o assunto é voar no enredo. Todos almejam nos dias de hoje poder desligar-se totalmente e partir em instantes para qualquer outro lugar.
E acreditem, os leitores podem. São tão bons nisso que são capazes de se teletransportar para lugares que nunca sequer imaginavam que existiam, e nunca um Leitor se encontrará no mesmo universo que outro. Apesar de vários lerem o mesmo livro, cada um viaja para um lugar diferente. Maravilhoso isso, não? Ele mesmo idealiza seu universo e, sem demora, “zupt” está nele!


Super Visão

Em um ônibus lotado, há alguém no fundo lendo, repousando suavemente os olhos na leitura e o livro em seu colo. Uma pessoa comum não consegue identificar qual livro ele está carregando, um Leitor sim. Mesmo que ele tenha que fazer uma manobra arriscada com sua coluna (Hehe’), ele consegue. É um hábito e um poder comum entre os leitores, até parece caso de vida ou morte, uma competição com seu próprio ego se  “conseguirá ver aquela capa”.
 Meio complexo, não é? Não viu nada! Alguns até analisam o tipo de folha, sua cor, tamanho de fonte, memorizam as cores que conseguiram identificar na capa para procurar mais tarde na internet, se arriscam a ler com o cidadão e até a cheirar o livro alheio! E não, eu nunca fiz isso, juro!




Esses são só alguns dos principais poderes,se vocês conhecem mais alguns, não deixem de compartilhar nos comentários! Assim eu poderei, futuramente, escrever sobre eles. Vamos lá, queridos Leitores, não se acanhem!

Espero que tenham gostado e até a próxima! 

Postar um comentário