quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Um perfeito cavaleiro

Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Gênero: Ficção Histórica, Romance

Série: Os Bridgertons Vol. 3
Páginas: 304
Livro anterior: O Duque e EuO Visconde que me amava(Em breve em série na Netflix).

Sophie é uma jovem sonhadora que deseja ir a um dos elegantes bailes da sociedade. Infelizmente isso é impossível pois ela vive com sua madrasta e as irmãs que a tratam como serva. Não, você não está na Cinderela, este é o novo volume da série dos Bridgertons de Julia Quinn.


Francamente, o ínicio do livro me irritou por que parecia que era uma versão tão descarada da gata borralheira que dava a sensação que a autora  simplesmente não sabia o que fazer com a nova mocinha ( pode acontecer quando você decide escrever uma série de 8 livros de romance).

A estranheza foi passando conforme a trama de Sophie com Benedict, o segundo filho na linha de sucessão da família foi se desenrolando.

Como sempre os personagens tem personalidades cativantes e você se pega apaixonada por ambos e torcendo para a madrasta má clichêzona se dar mal e tudo mais.

Sophie se ferra de maneiras que a gente fica até meio indignado, para completar quando ela é separada do seu 'principe' e o reencontra ele não a reconhece! Mas, como você deve ser perguntar?
Bem, Eles passam quase dois anos sem se ver, e Sophie sai da casa da madrasta para trabalhar de empregada em outros lugares. Passa por dificuldades, emagrece e corta os cabelos para vender.
Completando o fato que Benedict a conhece em um baile de máscaras, o coitado nem pode ser recriminado por não reconhece-la.

Se você ficou intrigado com a história e quer saber como acaba, recomendo que leia o romance de Julia Quinn. Ele é bem irreverente e engraçado e vale a pena a leitura como um bom romance da sessão da tarde.

Como sempre, os livros não precisam ser lidos na sequência sendo todos romances independentes.

Sinopse:
Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres.
O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.