Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2018

O Interruptor debaixo da escada

Imagem
Autor: Janaina Tokitaka Gênero: Ficção, aventura, infanto-juvenil Editora: WMF Martins Fontes Páginas: 144 “ Toda criança sabe que no escuro o mundo vira um lugar perigoso. Sabe aquele fantasma do filme de terror que você viu sozinho, de noite? Aquele mesmo, de cara branca, olhos pretos e dedos gelados? Então... quando a noite chega, parece mesmo que ele pode estar escondido dentro de um guarda roupa, embaixo da cama, no corredor entre o banheiro e a cozinha. Toda criança sabe disso, do mesmo jeito que sabe que aquela vacina não vai doer só um pouquinho, que o “frango empanado” de terça feira, na verdade, era peixe mesmo e que os adultos mentem, principalmente no Natal e nas festas de trabalho. Quando você é criança, tem certeza que monstros existem pra valer.” (Prólogo de “O interruptor debaixo da escada”) Lá estava eu, fuçando o estande da Martins Fontes na bienal do Rio, quando vejo uma capinha azul toda charmosa, com dois pares de olhos enormes. Cheguei perto,

Ledd

Imagem
Bem que esse post poderia fazer parte da Série Quadrinhos da minha estante aqui do blog, MAS, senti necessidade de falar um pouco mais sobre Ledd. Logo, vamos de resenha no sentido mais clássico, mesmo! Ledd é uma HQ de Tormenta ( mesmo cenário de Holy Avenger), com roteiro do já conhecido J.M. Trevisan e desenho de Lobo Borges. O Projeto conta atualmente com 4 volumes publicados pela Jambô Editora , e eu estou aqui, torcendo para que seja finalizado! Por que? Bem... o resto desse post pode responder direitinho essa pergunta. Ou não.

Fábulas Ferais

Imagem
Autora: Ana Cristina Rodrigues Gênero: Fantasia e ficção Editora: Letra Impressa Páginas: 88 Primeira leitura do ano já deixou na mente um misto de “quero saber mais” com “por favor deixa eu voltar”. Fábulas Ferais é composto por contos que vão desenhando a origem de Shangri-la, Um lugar mágico, onde muitas espécies de povos encantados aprenderam a coexistir, e principalmente, aprenderam a se proteger. O poder de síntese da narrativa de Ana Cristina rodrigues é uma das coisas que mais intensificam a imersão em Shangri-lá: entregar um mundo inteiro sem se perder em detalhes desinteressantes.

Dias de Despedida

Imagem
A ut or: Jeff Zenter Gênero: Ficção, Young Adult, Luto Páginas: 392 Editora: Seguinte Carver é um típico garoto comum do ensino médio com um emprego de meio período em uma livraria. Após seu expediente, está impaciente esperando que seus amigos venham buscá-lo e manda uma mensagem de texto para eles perguntando onde estão. A resposta nunca chega, o carro da trupe de amigos bate e os três morrem, ao investigarem descobrem que o motorista estava digitando uma mensagem de texto respondendo Carver na hora do acidente.

A Fantástica jornada do Escritor no Brasil

Imagem
Autor: Kátia Regina Souza Gênero: Não ficção Editora:   Metamorfose Páginas: 168 Páginas A minha primeira resenha de 2018 só podia ser desse livro, que mesmo com um título comprido, se trata uma obra rápida, rasteira e sobretudo, uma grata surpresa. Num ritmo meio de documentário, meio de bate papo, A Fantástica jornada, é um compilado de experiências de autores nacionais, um guia versátil para quem está chegando agora e começou a se aventurar nessa selva louca que é escrever no Brasil. Ou melhor: nessa selva louca que é escrever FANTASIA no Brasil. E também é uma terapia para quem achava que sofria de alucinações criativas, hihihi. São mais de 50 autores e editores entrevistados, organizados numa linha de leitura simples, e imagino o trabalhão que deve ter dado colocar essa galera toda em ordem, extraindo ensinamentos, alocando as palavras nos momentos mais oportunos para acender aquela chama no peito do leitor: “quero fazer isso também!”. E só isso já deveria s

Tartarugas até lá embaixo

Imagem
A ut or: John Green Gênero: Ficção, Young Adult Páginas: 269 Editora: Intrínseca   Lançamento do final de 2017, é o novo livro de John Green após o sucesso de "A culpa é das Estrelas". Em uma entrevista o autor chegou a revelar que estava apreensivo se conseguiria voltar a escrever depois de tanto tempo. Foram seis anos da publicação de seu último livro para este. Ele não apenas conseguiu, como está sendo considerada a melhor obra do autor.