quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

5 Livros que se passam em São Paulo



Dia 25 de Janeiro, a cidade de São Paulo comemora o aniversário 466 anos. 

Apesar de caótica e problemática (e que cidade grande não é assim?), SP é uma cidade super charmosa com sua arquitetura, parques, prédios e ruas que contam as histórias de seus moradores e tribos. Enfim, não é a toa que muitos livros nacionais acabam se passando nesse cenário. 

E para comemorar essa data, montamos essa lista supimpuda de 5 livros, cujo cenário é a terra da garoa, a cidade que nunca dorme. Espia só:



Conta a história de Kaori, uma vampira japonesa que mora em São Paulo, tatua seus “vitimos” favoritos e acaba se envolvendo com um vampwatcher (isso mesmo, um olheiro de vampiros) mal encarado chamado Samuel. 

As cenas vão passando por lugares conhecidos da cidade, como o bairro da Liberdade e o Parque Trianon, com direito a balada vampírica em túneis abandonados do metrô. Adoooooro!






Gael é um garoto de catorze anos, levando uma vida comum e pacata com sua família adotiva, que administra um bar nas imediações do metrô Tietê. As coisas iam tranquilas, até que, durante uma excursão da escola à Pinacoteca, Gael escapa de ser assassinado. E a partir daí, o garoto vai precisar de toda ajuda possível para se manter vivo e descobrir o mistério de sua origem.­
Além de São Paulo, a história passa por mais duas cidades do país. No universo desse livro, existe o mundo humano comum sem magia que ignora completamente a existência dos clãs mágicos, que vivem ali, no virar de uma esquina. Destaque para a maneira incrível como as escritoras integraram as partes mágicas e não mágicas da cidade.


Anardeus é um cara extremamente feio e que sente muito, muito frio não importa o quão quente esteja, sempre anda por aí vestido com muitas camadas de roupa da cabeça aos pés.
O subtítulo “ No calor da destruição” não é apenas uma alegoria chamativa. Anardeus só sente calor quando presencia desastres. E assim como uma droga precisa de quantidades cada vez maiores para surtir efeito, Anardeus precisará de desastres cada vez maiores para se manter aquecido. E é dessa maneira que São Paulo encontrará um apocalipse digno dos filmes de fim do mundo. Genial. 


Uma coisa é certa: São Paulo é uma cidade que atrai vampiros. Nesta inusitada trama vampiresca, conhecemos a paulista Maria Clara Baumgarten, uma mulher comum que trabalha como tradutora e mantém um relacionamento fuén com um rapaz legal. Mas não se engane: todos temos segredos cabeludos, e o de Clara é ser amiga de uma vampira chamada Lucila, uma fonte vitalícia de problemas e por assim dizer, de risco de morte também.
Nesse romance, Clara, a humana de estimação da vampira Lucila, é coagida convidada a ajudar um vampiro de programa a descobrir quem vem matando suas clientes. Eu disse que era inusitado, né?


Mais uma indicação de livro do titio Tierno, como Tatuagem é um romance que se passa em São Paulo (claro, né, do contrário não poderia estar nessa lista). Arthur é um filhinho de papai, machista e sem noção e Lúcia é uma fisioterapeuta jovem e supercompetente que cresceu tendo de lidar com o preconceito de alguém que é portador de vitiligo.
A narrativa é fluida, um passeio pelas mentes de Arthur e Lúcia, que se revezam entre os capítulos, contando a história em primeira pessoa. É muito interessante ver o desenrolar das coisas pelos olhos dos dois e a forma como cada um vai se (des)construindo ao longo do livro.

E essas são nossas cinco indicações de livros que se passam em São Paulo e todas tem resenha aqui no blog. Se quiser saber um pouco mais sobre os títulos, é só clicar no nome do livro e conferir a resenha.

Conhece mais algum que não entrou nessa lista e que adora indicar para os amigos? Conta que vou adorar saber!

Vou ficando por aqui e...
Até a próxima folks!